We love lomography

A primeira vez que tive contato com lomos foi durante as aulas de fotografia do curso de moda. Além de serem imagens encantadoras a paixão com que o professor nos apresentava esse tipo de fotografia mostrou que essas máquinas são realmente especiais. Na minha opinião, o que torna as lomos tão divertidas é o fato de serem analógicas, como as câmeras de antigamente.

O processo para ter suas fotos é longo em relação a câmeras digitais mas é muito mais interessante, mais legal e bonito. Tudo começa a partir do momento em que você escolhe a lomo que vai utilizar. Sim, existem várias! Temos a Fisheye, Diana, Holga, La Sardina as de 2 e 3 (que eu não sei o nome hehe), a Super Sam (que é a de 4 lentes)…e por aí vai. Depois você compra o filme adequado para a sua eleita e escolhe a exposição do filme, ISO 100, 400…depende de que momento do dia as fotos serão feitas. Pra você que está aí se perguntando, o ISO é a forma como os filmes reagem à luz. Quanto mais lento, menor o número, 25, 50, 100 e quanto mais rápido maior, 200, 400, 800. Quando um filme é considerado lento, isso quer dizer que ele precisa de uma quantidade de luz relativamente maior para proporcionar uma boa exposição, ou seja, em ambientes com pouca iluminação você precisa de um tempo de exposição mais longo ou uma abertura mais ampla do diafragma. Já os filmes rápidos reagem à luz de forma muito mais rápida, tornando menor o tempo de exposição necessário para tirar uma foto. Após essa fase você aprende como colocar o filme da maneira correta na sua câmera e depois é só sair por aí fotografando!

A Lomography (ou lomografia no velho e bom português), como é chamada esse tipo de fotografia, é extremamente viciante e  cheia de fãs! Pela internet, através das redes sociais, é possível encontrar comunidades com dicas de sites, lugares para comprar acessórios e etc.  Também é possível encontrar os 10 mandamentos da lomografia:

  1. Leve a sua Lomo para onde vá.
  2. Fotografe a qualquer hora do dia ou da noite.
  3. A Lomografia não interfere na sua vida, é parte dela.
  4. Aproxime-se o mais possível do objecto a ser fotografado.
  5. Não pense.
  6. Seja rápido.
  7. Você não precisa de saber antecipadamente o que vai fotografar…
  8. …Nem posteriormente.
  9. Não fotografe com os olhos.
  10. Não se preocupe com as regras

O resultado na hora de revelar os filmes é incrível. São imagens maravilhosas que conseguem captar a essência do objeto que foi fotografado. Detalhes que passam despercebidos ao olho humano.

Depois de explicar de maneira bem direta e resumida como é o processo vamos descobrir o que de fato é a lomografia? A melhor definição que eu encontrei vem do site LOMOGRAPHY, especializado no assunto tanto em dicas quanto em venda. Veja abaixo o que é dito no site sobre ela:

“As Lomografias são um charme. De certa forma, tudo é ampliado, fazendo com que objetos comuns ganhem encanto, detalhes que em outras situações passariam despercebidos. Caracterizadas por misteriosas vinhetas, vazamentos, grãos lo-fi, lindos borrões e um mágico equilíbrio entre contraste e saturação… só para dizer algumas. A combinação desses fatores e um toque saudável do inesperado torna cada Lomografia única. Essencialmente, a Lomography ilustra o elemento surpresa que apenas o filme analógico fotográfico pode criar e proporcionar a completa celebração do momento.”

Muito inspirador, não?! A minha paixão por lomos, como eu disse anteriormente, começou em 2010 durante as aulas que tive na faculdade. Entretanto eu só fui adquirir a minha câmera há um mês. Para ser mais específica a minha não é uma lomo porque esse termo acabou por virar uma marca mas as fotos feitas fazem parte da mesma ideia. Levei a minha para a viagem que fiz a João Pessoa durante essas férias e o resultado não podia ser mais perfeito. O dia em que mandei digitalizar as fotos foi um dos piores por causa da ansiedade em que fiquei hahahaha. Quando fui buscar foi aquela felicidade! Marquei todo mundo no meu albúm no Facebook para conferir de tão empolgada que estava! No outro dia a Anna também mandou digitalizar as delas e o resultado de nossas fotos vocês podem conferir abaixo:

Com a minha câmera-toy de duas lentes:

Fisheye da Anna

Câmera-toy de quatro lentes da Anna

Espero que tenham gostado desse post tanto quanto eu gostei de poder tê-lo escrito! Para mais informações acessem www.lomography.com.br e vejam vídeos, fotos de outros maniacos, dicas e pitacos sobre o assunto.

Sobre Camila Gomides

Aluna do curso de Design de Moda da UFG.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para We love lomography

  1. Alê Gomes disse:

    Amei o post! E as imagens ficam com um efeito lindo! (:
    Mto bacana!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s